quinta-feira, 7 de abril de 2016

Divaldo Franco: A PRECIOSA MENSAGEM DE LINS


Queridas irmãs e queridos irmãos:

Permaneça conosco a paz do Senhor.

O mundo estertora e a dor campeia em desenfreada correria.

As incomparáveis conquistas do conhecimento intelectual e tecnológico não têm sido suficientes para deter os transtornos que dominam as criaturas humanas.

Multiplicam-se os processos psicoterapêuticos em formulações variadas, assim como se tornam complexas as alternativas de cura dos incontáveis pacientes, que transitam como vítimas de si mesmos, sem rumo nem paz.

Diariamente surgem novos produtos farmacêuticos para a conquista da saúde enquanto a mole de padecentes sem esperança enxameia em toda parte.

O crime de variada denominação aturde a sociedade e a consumpção de vidas ameaça, em face da drogadição, do alcoolismo, do tabagismo e do sexismo tumultuosos.

A violência arma os indivíduos uns contra os outros e as nações estremecem ante o terrorismo internacional e as rebeliões perversas para derrubar os dominadores, que pretendem perpetuar-se nos governos arbitrários.

Destruição em toda parte, enquanto milhões de vidas estiolam-se nos indescritíveis campos de refugiados, sob a crueza da fome, das enfermidades, do abandono, das situações calamitosas.

Enfermidades degenerativas ceifam multidões e a impotência humana lentamente acostuma-se com os lúgubres aspectos em que se apresenta a Humanidade contemporânea.

Nenhuma dessas trágicas facetas da atualidade é ignorada, porque Jesus as enunciou no Seu inesquecível Sermão profético, anunciando o fim dos tempos maus e a alvorada que os sucederiam, após culminados todos os eventos trágicos.

Sabia Ele que Suas lições de amor seriam esquecidas, adulteradas umas, transformadas segundo interesses nefastos outras...

Pacientemente informou, no entanto, que todo aquele que perseverasse até o fim, este experimentaria a paz, seria poupado.

Encorajando-nos, prometeu-nos o Consolador, que chegou a Terra como um exército de abençoados servidores. No entanto, em razão das circunstâncias aziagas vigentes, os sublimes ensinamentos que deslumbram e elucidam todos os enigmas do pensamento, vão ficando à margem, em decorrência da falta de abnegação e de amor de alguns daqueles que remanesceram com a tarefa de apressar a chegada salvadora dos dias felizes.

É indispensável que seja realizada uma reavaliação de responsabilidades.

Jesus prossegue no comando da nave terrestre que a ancorará em porto seguro.

O destino do planeta é a próxima regeneração, a que se opõem poderosas forças do mal, que têm enfrentado as hostes do Senhor em todos os campos onde se trabalha o progresso, tentando impedi-lo.

Ninguém se encontra imune às suas rudes refregas. Instituição alguma deixará de sofrer-lhes o assédio maléfico.

Utilizando-se das imperfeições morais dos indivíduos, invadem as Sociedades dignas, arrastam através das paixões inferiores ainda vigentes para atingirem a sua meta nefanda, que jamais será coroada de êxito.

Tende tento!

Vivemos dias tormentosos em nossa amada Federação, que o Senhor tem amparado.

Ainda não terminamos os testemunhos nem as aflições, ora comuns no planeta.

Mas não desanimeis!

Mantende a coragem na luta com os equipamentos do perdão e da caridade.

A programação ora em planejamento é inspirada pelos nossos Mentores e representa a nova etapa, de saída da treva para a luz.

Munidos de fé e enriquecidos de confiança em Deus, enfrentai os novos compromissos com alegria e perseverança.

Nossa Casa foi construída na rocha da fé raciocinada e do amor a Jesus e à Sua doutrina.

Muitos de vós já estivestes a Seu serviço e fracassastes. Esta é a vossa oportunidade redentora, que deveis utilizar com total entrega e paz interior.

O poder do mal é transitório. Logo passa, deixa, às vezes, sequelas que são diluídas pelas ações de enobrecimento.

Prossegui unidos, superando querelas e infelizes apontamentos de censura e de difamação.

Quem serve a Jesus está sujeito às situações penosas...

A arena romana e os espetáculos da hediondez foram transferidos de lugar, as suas fronteiras dilataram-se, mas triunfareis porque já O sentis em vosso íntimo, já O amais.

Nunca estareis a sós, mesmo nos dias mais desafiadores que sofrestes, quando mais nos acercamos dos vossos corações.

Vossas preces foram ouvidas e as respostas estão chegando consoante seja de melhor para a obra do Mestre.

A nossa é uma jornada longa, que se vem estendendo desde os dias do santo de Assis, a fim de ser implantado o Evangelho no mundo.

A solução para todas as aflições que varrem a Terra está nas palavras dEle, que são o amor e a caridade em ação.

Permanecei em paz, embora alguns desafios se vos acerquem uma e outra vez.

Possuís agora experiência para ações ponderadas e atividades mais compatíveis com o momento atual.

Haja o que houver Cristo vencerá!

Vencei com Ele e mantende-vos em vosso trabalho com alegria e sintonia com Ele.
Afetuosamente, firmamos esta página de alento e de fé, os companheiros de ontem, de hoje e de amanhã, 

Lins de Vasconcellos,
João Ghignone,
Abibe Isfer,
Lauro Schleder,
Honório Melo,
Ruth Junqueira,
Mary Pinto ... e outros 



Psicografia de Divaldo Pereira Franco, na reunião mediúnica da noite de
 1º de abril de 2015, no Centro Espírita Caminho da Redenção,
 em Salvador, Bahia.
Em 29.7.2015.

Fonte: Divaldo Franco
www.divaldofranco.com.br

Postar um comentário