terça-feira, 14 de junho de 2016

Benjamin Fulford: OS EUA E A ONU ENTREGARÃO O PODER, OU HAVERÁ UMA TOMADA À FORÇA

ATUALIZAÇÃO ESPECIAL EM 14 DE JUNHO, 2016:

Finalmente os Rothschild entraram em contacto.

Isto é o que os Rothschilds tinham para dizer sobre a situação de um membro da Sociedade do Dragão Branco (WDS) na Ásia:

"Aqui são 04:40 hrs da manhã. Finalmente consegui entrar em contacto com eles. A uma hora estranha, claro. Falei com a secretária pessoal de Nat. Tenho a certeza que a chamada foi redireccionada. Foi isto que ela me disse:
"... estamos cientes do que você e seu contacto em Tóquio, desejam. Estamos de acordo e estamos a trabalhar com outros membros da família para fazer com que aconteça. Também sabemos o que está a ocorrer actualmente. O Lírio Dourado está pronto para ser colhido. O primeiro dos três  está a ser preparado agora. O grupo que pensa que vai conseguir, não vai. Será integrado na mudança para o novo plano. Cada distrito novo terá as suas reservas, para a nova moeda. Cada distrito fará parte de um pacote de moedas asiáticas que estão apoiadas por várias mercadorias. Vamos enviar um representante  para se encontrar consigo, pois sabemos como chegar até si. Depois, você e o seu contacto em Tóquio, serão capazes de se reunir directamente com Nat, se assim o desejarem. Por favor, aguarde. "

Também tenho o nome dela. Pelo menos, o que ela me deu... Parece-me ser britânica, pelo que pude escutar da maneira como fala.

Não sei o que podemos fazer com esta informação. Talvez divulgar parte dela e, por enquanto, guardar a parte que refere xxx . Parece que os vossos números foram investigados e eles sabem, obviamente, o que vocês têm referido nos vossos relatórios semanais... como também das nossas conversas?” Assim, por outras palavras, finalmente os Rothschild concordaram apoiar a campanha maciça para acabar com a pobreza, impedir a destruição ambiental e iniciar uma expansão exponencial da Humandidade no Universo. De facto, são boas notícias para o planeta. Manteremos os leitores informados sobre o desenrolar dos acontecimentos.


OS EUA E A ONU ENTREGARÃO O PODER, 
OU HAVERÁ UMA TOMADA À FORÇA
Junho 12, 2016

As negociações para iniciar um novo sistema financeiro estão num compasso de espera, porque  os controladores do sistema antigo parecem estar a investigar ou a preparar-se para se esconderem. Isto significa que, no momento em que escrevo este texto, não está claro se haverá uma transição pacífica para um sistema financeiro novo ou uma apropriação agressiva do controlo do sistema antigo.

O pano de fundo para as negociações que, de momento, estão em espera, é uma situação cada vez mais caótica nos Estados Unidos, no Médio Oriente Médio e na Europa, pois a falência do sistema financeiro ocidental começa a afectar a estabilidade social e económica.

Nos Estados Unidos a situação é especialmente crítica, devido a uma luta de poder intensa que se tornou visível mesmo na comunicação mediática (mídia) corporativa. Este facto pode ser constatado, pois alguns meios de comunicação controlados pelos khazarianos, como o New York Times e o Washington Post, relatam uma realidade muito diferente daquela que é difundida por outros meios de comunicação como o Wall Street Journal e a ABC TV ou a cadeia de jornais McClatchy, que abrange todo o país. Por exemplo, os primeiros relatam que Hillary Clinton é, de momento, a candidata oficial do Partido Democrata, enquanto os últimos estão a concentrar-se mais nas investigações criminais sobre a Fundação Clinton, etc. No entanto, o sinal mais claro de uma divisão na estrutura do poder, chega da própria Casa Branca. O “Presidente em funções," Barack Obama endossou publicamente Hillary Clinton para a presidência e o porta-voz da Imprensa da Casa Branca veio dizer, uma hora mais tarde, que Clinton estava sob investigação criminal.

A falência da Corporação dos ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA, em 02 de Maio, está a ser sentida de uma maneira cada vez mais palpável. Por exemplo, neste mês, muitos dos 50 milhões de americanos que dependem de ajuda alimentar para sustentar as suas famílias, comprovaram falhas nos seus cartões, o que pode ser considerado um ataque informático ou uma tentativa de roubar o seu dinheiro. Outro exemplo, foi a polícia mandar parar os carros e roubar o dinheiro dos passageiros, ao usar dispositivos de alta tecnologia para esvaziar os cartões de crédito dessas pessoas. Há ainda relatos de falhas nas redes dos telefones móveis e nos sistemas de GPS em todo os EUA, o que é um sinal claro de intensa guerra informática.

O ataque de bandeira falsa, em Orlando, na Flórida, onde 50 pessoas foram alegadamente mortas, “não vai impedir as fugas de informação ou fazer com que as pessoas se distraiam" da campanha em curso para acabar com o controlo da máfia khazariana dos Estados Unidos, de acordo com os funcionários do Pentágono. O incidente em Orlando também ilustrou a divisão nos EUA, com muitos meios de comunicação corporativos a descrevê-lo como um ataque efetuado por um único assassino "muçulmano radical" da ISIS, enquanto os sites de notícias da internet, os funcionários da agência e outras pessoas conscientes, reconheceram de imediato, que se tratava de mais uma guerra psicológica da máfia khazariana através de uma operação de bandeira falsa.

O Pentágono e as agências já conhecem os verdadeiros culpados da máfia khazariana por trás deste ataque e sabem que a trilha conduz a Israel e aos quarteis generais da máfia khazariana mundial, na Suíça.

Esta operação de bandeira falsa ocorreu imediatamente após os chefes supremos da máfia khazariana terminarem a sua reunião, na Assembleia de Bilderberg, em Dresden, na Alemanha. Embora não conste na lista oficial dos participantes, fontes da família Rothschild confirmam que Nathaniel Rothschild presidiu  a essa reunião em nome do seu tio e chefe supremo da máfia khazariana, Barão Jacob Nathaniel Rothschild. O comunicado da imprensa oficial sobre a reunião pode ser visto aqui:


A única coisa que podemos acrescentar, a partir das nossas próprias fontes, é que nessa reunião discutiram um imposto global que seria vendido como sendo necessário para financiar o fim da destruição ambiental e da pobreza. Fontes da família Rothschild confirmam que também discutiram a oferta chinesa de 20.000 toneladas de ouro com um desconto de 13%, sob a condição de que desse desconto, uma fatia de 10% seria usado para criar uma agência de planeamento do futuro e os restantes 3%, iriam para comissões como foi mencionado anteriormente nestes relatórios.

De qualquer modo, a família Rothschild está, presentemente, a tomar medidas de proteção. Os funcionários da CIA dizem que ninguém responde ao telefone em todas as empresas públicas e oficiais da família Rothschild. O único número para contatá-los é o do complexo habitacional da família, em Zug, na Suíça, e no momento da redação deste artigo, ninguém atendeu esse telefone. A seguir está uma imagem do complexo da família Rothschild em Zug.
Também há sinais de algo pouco habitual prestes a acontecer em Inglaterra, possivelmente relacionado com os Rothschild. De acordo com Russia Today (que provavelmente não é um site russo)


A tarefa de proteger o Royal Mint foi retirada aos militares britânicos  (onde está armazenado o ouro da Inglaterra) e foram substituídos pela empresa de segurança privada G4S. É a empresa ligada ao escândalo que estragou a segurança dos Jogos Olímpicos de Londres. É também onde o denominado atirador de Orlando costumava trabalhar.

Considerando o encerramento dos escritórios Rothschild, em Inglaterra, no Japão e noutros lugares, é muito provável que tenham fugido para a Suíça com as reservas de ouro da Inglaterra. Se for esse caso, significa que, pela primeira vez desde que os Rothschild, após a batalha de Waterloo,  fizeram fortuna com *insider trading,  os Rothschild já não controlam o Banco de Inglaterra.
*insider trading = a prática ilegal de fazer comércio na bolsa de valores para benefício próprio, por ter acedido a informaçao confidencial.

Também pode estar relacionado com uma vantagem de dois dígitos, nas pesquisas em Inglaterra, a favor de uma saída do país, da União Europeia, no referendo a ser realizado em 23 de Junho. Se a Inglaterra deixar a União Europeia, tornar-se-á, pela primeira vez, num país verdadeiramente independente desde 1066. Os acontecimentos o dirão.

Também soubemos através de fontes do Segundo Reich alemão, que os alemães que saíram da Alemanha para formar colónias noutros lugares, depois e pouco antes do final da Segunda Guerra Mundial, irão regressar, em breve, à Alemanha para restaurar a independência da sua pátria. Também afirmam que muita tecnologia alemã, escondida até à data, está prestes a ser divulgada. Fontes do Pentágono dizem que as forças dos EUA foram evacuadas da base aérea de Ramstein, na Alemanha, a fim de acabar com o tráfico de drogas da cabala de Bush lá instalada e, assim, cortar as suas receitas.

De qualquer maneira, como estão as coisas, todo o sistema financeiro europeu está a oscilar e prestes a ruir. O último relatório do BIS diz que os bancos internacionais deduziram 276 biliões de dólares americanos aos empréstimos para a Europa, durante o último trimestre.
É provável que o sistema já falido não seja capaz de sobreviver a uma redução tão grande de dinheiro. Talvez seja por isso que o derradeiro informante khazariano, George Soros, anunciou que está a adquirir ouro e ações de minas de ouro como uma medida de proteção contra a turbulência financeira nos EUA e na Europa.

Há também forte turbulência na Turquia. Fontes turcas dizem que há motins por todo o país e até mesmo batalhas que ocorrem entre a polícia armada e unidades militares. Fontes do Pentágono referem que a evacuação das forças norte-americanas da base aérea Incirlik, na Turquia também ajudou a cortar o fornecimento de dinheiro da droga à facção Bush da máfia khazariana nazi. Noticiários turcos ajudam parcialmente esta fonte ao relatar que o governo turco está a recusar os pedidos dos alemães para permitir que a Força Aérea alemã possa começar a usar essa base. Por que motivo é que, de repente, a Alemanha quer enviar aviões para uma base na Turquia?


Na semana passada, Benyamin Netanyahu, o adorador khazariano de Satanás e Primeiro Ministro israelita, foi à Rússia para pedir proteção e permissão para retomar os ataques aéreos contra a Síria e contra a Líbia, de acordo com fontes do Pentágono. Em vez disso, foi-lhe dito que se quisesse proteção, Israel teria de devolver as colinas de Golan e ceder o controlo dos campos de gás, empresa russa Gazprom. A Rússia também lhe disse que iria continuar a armar o Hezbollah, a Síria e o Irão.

O governo da Arábia Saudita também está sob um sério ataque, porque foi revelado que usava chantagem financeira contra a ONU, a fim de ser ilibado de sanções devido ao assassínio de crianças, no Iémen. De qualquer modo, a Arábia Saudita não tem dinheiro e agora está tentar apoderar-se dos haveres de 9 milhões de estrangeiros que trabalham lá.

Por sua vez, na Ásia,  continua uma grave luta pelo poder na China, com Xi Jinping a lutar contra a facção de Xangai e contra a facção da Liga da Juventude Comunista. Espera-se que esta luta interna atinja o auge na reunião de verão, em Beidaihe, em Julho.

Por sua vez, no Japão e na Coreia, figuras do topo do submundo contataram a Sociedade do Dragão Branco, para inquirir sobre o que lhes vai acontecer, agora que os Rothschild perderam o poder. Um representante da Igreja Coreana da Unificação, aliados de longa data da facção Bush khazariana nazi e apoiantes do regime atual de Abe, sugeriu que o submundo poderia financiar com o controlo da indústria da marijuana que, em breve, vai ser legalizada no Japão e na Coreia do Sul. A marijuana nunca foi ilegal na Coreia do Norte, onde ainda é vendida abertamente nas lojas ao lado das anfetaminas. Este representante também disse que pararam o fornecimento de anfetaminas para a facção de da máfia khazariana de Bush. Ele também solicitou informação sobre o papel que teria o ditador norte-coreano Kim Jong Un sob o novo regime.

Um alto funcionário de um sindicato de negócios Yakuza, sediado em Kanto, referiu que o seu grupo esperava receber um financiamento do novo regime igual ou maior do que o recebia dos Rothschild. Espera que o mesmo ocorra na forma de "financiamento de filmes" e empréstimos para aquisição de imobiliários.

Foi-lhe dito a que, grande parte dos negócios Yakuza poderiam ser tornados legalizados, assim iria acontecer e que iriam ganhar mais sob o novo regime como empresas legítimas do que tinha acontecido quando trabalhavam para o submundo.

Source: Antimatrix.org

Tradutora: Maria Luísa de Vasconcellos

Reblogado de Benjamin Fulford Translations
http://benjaminfulfordtranslations.blogspot.com.br/



Postar um comentário