terça-feira, 14 de junho de 2016

Kris-Won: LEITURA DOS REGISTROS AKÁSHICOS


Em alguns meios de noticias, li que alguém pode fazer leituras de registros akáshicos, ainda me lembro que minha professora de registros disse-me isso também.
No entanto, de acordo com minha experiência vivida, e o que me dita também o senso comum, não posso concordar com essa afirmação.
Acredito com convicção que é condição indispensável para conseguir abrir os registros akáshicos de alguém, o estar e permanecer em uma frequência muito elevada, para conectar-se com a frequência vibratória dessa informação, que se encontra no akasha, no éter, ainda mais sutil que o ar.
Uma vibração espiritual e energética deve ser capaz de se conectar com seu próprio Eu Superior, com os professores, com os guias espirituais e com os anjos e arcanjos.
Por conseguinte, o aspirante a leitor de registros akáshicos deve, não apenas ter a intenção de ser, mas, além disso, ter uma vida pessoal de pureza, de nobreza e de transparência, em todos os Domínios: no físico, no sentimental, no mental e no espiritual.
Não imagino um bom leitor de registros akáshicos ingerindo carne animal, bebendo bebidas alcoólicas ou, sujando seu corpo astral ao fumar cigarros ou charutos. Nem visitando antros carregados de fumo ou onde se movem baixas paixões, com o consequente afluxo de larvas astrais e outras entidades do baixo astral.
A pureza em todos os corpos, especialmente no corpo mental, na minha opinião, é um requisito indispensável para que a mente do médium obtenha uma boa conexão, e a leitura tenha um bom resultado, livre de interferências de entidades que não são de luz ou da própria mente.

Kris-Won
09/06/2016

Fonte: Facebook – Kris-Won

Traduzido por Adriano Pereira


Postar um comentário