segunda-feira, 14 de novembro de 2016

Cobra: OS AZUIS E O EVENTO


Agora que o circo das eleições norte-americanas acabou, podemos finalmente nos concentrar novamente na informação real.

O surgimento da Deusa DouMu à superfície do planeta há alguns anos é o primeiro sinal do retorno das forças da Luz após seus 26.000 anos de exílio. Este foi o primeiro passo para o retorno de Agartha à superfície. Agora os Azuis, estão preparando os portais na superfície para que os Agarthianos possam entrar em contato novamente com a população de superfície, primeiro energicamente e, depois também fisicamente, após o Evento.

Para este propósito, muitas cavernas e entradas de cavernas na superfície são preparadas de uma certa maneira que serão plenamente reveladas no Evento.

Muitas dessas cavernas ao redor da Terra, eram lugares sagrados para vários grupos de Luz na superfície, e muitos deles contêm vórtices da Deusa, que serão ativados no Evento:



Para este fim, estamos procurando ativamente pelas pessoas que são os guardiões de tais cavernas ou conhecem a sua localização, para me contatar por cobraresistance@gmail.com

Na tradição Chinesa Taoísta, as cavernas que servem como portais para Agartha são chamadas Grutas dos Céus:



Os Azuis, são os guardiões desses portais. Ainda perdida para o mundo exterior, mas ainda de posse dos Azuis, está a Carta das Verdadeiras Formas das Cinco Montanhas Sagradas, também chamada de A Escritura Luminosa e Preciosa dos Cinco Talismãs, um mapa com os pontos de acesso à rede de Agartha que tem 5.000 anos de idade. Este mapa ressurgiu novamente à 3000 anos passados, e foi então dado aos guardiões Azuis.


Muitas das Grutas dos Céus estão localizadas em montanhas sagradas Taoístas na China. Existem duas redes de energia sobrepostas que ligam estas montanhas sagradas, com o correspondente sistema de túneis subterrâneos e cidades de Agartha.

A primeira grade de energia é baseada nas cinco montanhas sagradas, uma para cada uma das quatro direções do céu e uma para o centro:


A segunda rede de energia baseia-se nas quatro montanhas sagradas:


Ambas as redes de energia têm o principal ponto de intersecção de vórtices perto de Chengdu, onde a misteriosa civilização Sanxingdui estava localizada:


Chengdu é um dos 12 principais vórtices de energia da rede icosaedro da Terra:


A civilização Sanxingdui foi o principal ponto de ancoragem de uma facção extraterrestre de Thuban (alpha Draconis), a facção mais proeminente dos draconianos positivos. Eles são uma das fontes fundadoras da cultura Chinesa, e uma das principais razões pelas quais o dragão como um símbolo tem conotações positivas para os Chinêses. Thuban era uma estrela polar 5.000 anos atrás,  quando os Thuban Draconians desceram à Terra, usando o vórtice de Chendgu como o ponto de entrada.

Sanxingdui significa em Chinês montículo das três estrelas, e as três estrelas são Thuban, Antares e Aldebaran. Estas três estrelas formam um triângulo de energia muito forte, Antares e Aldebaran estão em um dos principais filamentos de Luz de plasma galáctico que permitem viagens interestelares através de portais neste setor da Galáxia.

Não muito longe de Thuban, na estrada galáctica entre Antares-Aldebaran, está a estrela Dubhe, lar da Deusa DouMu, que pertence a uma antiga civilização humanóide positiva vivendo em planetas orbitando essa estrela:


A Deusa DouMu está agora envolvida em um trabalho mais ativo com os portais na superfície do planeta, nesta nova fase de preparações para a ruptura da compressão que começaram em julho.

Fontes do Dragão nos comunicaram que Jetsun Pema, a rainha do Butão, é uma das principais personificações públicas do arquétipo DouMu na superfície do planeta:


Fontes do dragão também disseram que DouMu está procurando por um contato mais ativo com a população superficial.

Tudo isso faz parte do plano maior de reconectar a Rede Agartha com a população de superfície após o Evento.


Vitória da Luz!

Fonte: The Portal

Taduzido por Adriano Pereira


Postar um comentário