terça-feira, 17 de janeiro de 2017

Selácia: CORAGEM NO ANO DO GALO


CORAGEM NO ANO DO GALO
FERRAMENTAS PARA ENFRENTAR PODEROSAMENTE
OS DESAFIOS EM 2017

Mensagem de Selácia
16 de Janeiro de 2017

As últimas semanas foram como um ensaio para o que, certamente, será um ano sem precedentes. Ninguém sabe exatamente como ele irá se revelar, mas está claro que teremos muitos princípios históricos e uma dinâmica contínua de surpresas e de eventos chocantes. A coragem para atravessar o fogo das incógnitas é essencial. Continue a ler para compreender como isto se aplica a você no Ano do Galo Chinês que se inicia oficialmente em 28 de Janeiro.


O QUE SERÁ NECESSÁRIO

Devido às energias inusitadas deste ano, cada um precisará se interiorizar profundamente para encontrar o equilíbrio, os recursos e ferramentas com que lidar. Ao longo do ano, à medida que os eventos se revelam, precisaremos fortalecer a nossa confiança interior e aproveitarmos a nossa coragem para fazermos ótimas escolhas.

O fogo deste Ano do Galo, certamente, poderá nos ajudar a desenvolver cada vez mais a coragem. À medida que os dramas e a polarização se manifestam no mundo - coisas que acreditamos que estão sendo desmanteladas ou em risco – exigirá exigir de nós a coragem para responder da maneira mais elevada. Quando administramos o nosso fogo adequadamente, podemos usar corajosamente as nossas vozes e a nossa luz para realizarmos a mudança positiva.

Este não é um ano para ser um espectador ou se desconectar do que não queremos ver sobre o mundo exterior. É vital que estejamos presentes e envolvidos. Se algo que valorizamos estiver sob ameaça, iremos querer saber sobre isto.


AGENTES DE MUDANÇAS DIVINOS ESTÃO NA PRIMEIRA FILA

Em momentos como estes, precisamos ter recursos em níveis expandidos e encontrarmos a coragem para defendermos o que acreditamos. Afinal, o papel dos agentes de mudanças divinos é estar à frente das mudanças enquanto a humanidade evolui. Isto significa ficar na primeira fila.

Estar lá na primeira fila significa que somos um exemplo para os outros. Demonstramos que nos educamos sobre os fatos das questões, elevamo-nos acima do ódio e do fanatismo partidário, e encontramos maneiras construtivas de expressarmos as nossas vozes.


O QUE VOCÊ PODE FAZER

Em primeiro lugar – trabalhe com a sua raiva. Quando algo que você não gosta surgir em sua realidade, não permita que a sua raiva o deixe anestesiado com as suas opções para mudar as coisas.

Em vez disto, vá até o seu coração e observe a sua raiva. Descubra a causa raiz desta raiva – sabendo que pode estar em seu DNA, de experiências de vidas passadas.

Exemplo: Você pode ter sido perseguido em um século anterior por se opor abertamente a um ditador. Se assim for, você poderia ter um voto, ao nível do DNA, de ficar em silêncio, quando oprimido. Este voto poderia deixá-lo com medo de enfrentar a injustiça. Este voto poderia deixá-lo irritado por ser impotente, e, também, com raiva em relação às situações atuais.

Manifestar a sua raiva, irá ajuda-lo a transformá-la, para que você possa canalizá-la em uma resposta corajosa.

Em segundo lugar, esteja mais consciente em relação as suas palavras. Suas palavras são importantes. Esteja presente com elas, enquanto nelas pensa, e, certamente, antes que as diga em voz alta. Uma vez ditas, elas não podem ser resgatadas. Uma vez que elas fazem parte do seu diálogo interno repetitivo, elas podem ou ajudá-lo ou prejudicá-lo.

Terceiro, esteja presente. Viva a sua vida no presente, aproveitando o que você aprendeu no passado para avançar de uma forma mais esclarecida. Isto se relaciona com a sua experiência de vida pessoal e, também, com a forma como você responde aos eventos do mundo exterior.

Exemplo: A humanidade tende a repetir ciclos anteriores ao longo dos séculos. Guerras são travadas, atrocidades horríveis são praticadas. Tratados para evitar atrocidades futuras são assinados. Gerações de pessoas aprendem lições valiosas sobre o que não fazer novamente. Então, é como se uma amnésia se estabelecesse – e os ciclos continuam. Sabendo disto, quando você estiver respondendo aos eventos nas notícias, leve em conta a longa história da humanidade – ainda que outros não a estejam mencionando ou achando que isto seja importante.

Quarto, tenha mais compaixão. Algumas pessoas que você irá encontrar nas próximas semanas, irão precisar de sua compaixão. Escolha o caminho elevado do espírito, dando aos outros a sua compaixão. Quando você não souber o que fazer para ajudar o seu vizinho em infortúnio, mantenha-o em um espaço de amor.

Quinto, observe bravamente o que está aí. Isto significa ter a coragem de encarar a si mesmo – ver a sua própria bondade e luz, enquanto também descobre mais a sua sombra, que é o seu negócio inacabado para cuidar nesta vida.

Isto também significa encarar bravamente o mundo para vê-lo como realmente é – o bom, o ruim e o feio. Ver, vem em primeiro lugar. Você não pode mudar o que não pode ver. Uma vez que possa ver as coisas, aplique a coragem para mudar o que precisa ser mudado.

Defina a sua intenção agora durante este Ano do Galo de que você desenvolverá uma coragem sem limites, sendo o seu eu autêntico – conectado ao seu coração e ao caminho do seu espírito.

A coragem para ser verdadeiro liberta a sua energia para viver a sua melhor vida. A coragem para ser real o conecta com as pessoas e circunstâncias em alinhamento com o propósito de sua alma. Quando isto ocorrer, você poderá facilitar o seu próprio renascimento surpreendente. Está pronto?

-.....---==I.=|..|=.I==----.....- 
Selácia

Direitos Autorais 2013 * www.selacia.com 
Você está convidado a compartilhar estas mensagens do Conselho dos 12 com outros, e colocá-los na Internet, na mídia social, em blogs e em sites. Por favor, inclua toda a mensagem, a fonte e o endereço do site. Que possam caminhar em um mundo cheio de amor e de bondade.

Traduzido por: Regina Drumond Chichorro  – reginamadrumond@yahoo.com.br

Gostou! Compartilhe com os  Seus Amigos.

Reblogado de Luz de Gaia


Postar um comentário