terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

LEI DA VIBRAÇÃO


Tudo está em movimento no Universo. Tudo vibra e se move em padrões circulares, e cada coisa é identificada por sua frequência vibracional única.

Não há duas coisas no Universo que sejam verdadeiramente idênticas, pois cada uma tem seu padrão vibracional único.

Quando as coisas vibram muito lentamente, como os objetos físicos, não se ouvem ruídos nenhum. À medida que a vibração aumenta, começamos a ouvir os sons mais graves, e quando atingem uma frequência muito alta, não conseguimos mais ouvir o som porque ele ultrapassa nossa capacidade de registro.

Os mesmos princípios de vibração que se aplicam ao mundo físico aplicam-se também a nós e aos nossos pensamentos, sentimentos, desejos e vontade. Cada um de nós tem o próprio som que, segundo os Mestres Ascensionados, é único - e esse som perfeito é o que realmente somos. Se conseguíssemos ficar em silêncio por um tempo que permitisse entrar em contato com esse som, descobriríamos nosso Eu verdadeiro, perfeito.

Nossos pensamentos, emoções e vontade enviam vibrações para o Universo. Cada pensamento ou estado mental tem um alcance e um modo de vibração correspondente. Quanto mais alta a vibração, mais duradouros os efeitos. Quanto mais baixa a vibração, mais potentes serão os efeitos em curto prazo.

Nas dimensões mais altas, como na Quinta Dimensão, a Lei da vibração é considerada o “que é”. Por exemplo, uma pessoa zangada é analisada objetivamente como zangada, sem que seja atribuído um valor a esse comportamento. O esforço é no sentido de compreender o comportamento e, eventualmente, traçar um plano para elevar a frequência vibracional a um nível superior, transmutando assim a raiva em algo menos doloroso.

Vivemos na Terceira Dimensão, o plano das dicotomias, que reflete a maioria das coisas como bom/mau, preto/branco ou sim/não. Como nossa identidade está associada a esse modo de operação, em geral cada um tem um estilo característico de otimismo ou pessimismo.

As vibrações não afetam apenas a nós mesmos, mas tem também um impacto sobre as pessoas à nossa volta.

Vibrações positivas ou negativas ressoam nos outros, e criam vibrações semelhantes. Quando enviamos pensamentos de inveja, critica, ódio ou ciúme, despertamos nos outros essas mesmas formas-pensamentos, que nos são então devolvidas.

A meta é elevar ao máximo as vibrações, e mantê-las positivas. Não permitindo que sejamos absorvidos pelas vibrações negativas dos outros.

Nossos pensamentos, emoções, desejos, e vontades emitem vibrações mais altas, e quando os seres humanos abraçam a consciência superior, suas auras sobem a uma frequência mais próxima da velocidade da Luz.

Compreender a Lei da Vibração nos ajuda a entrar em contato com nossos próprios sentimentos a cada momento do dia. Cada pensamento, sentimento, palavra e comportamento têm a própria frequência, e é preciso aprender a avaliar os sentimentos e a escolher comportamentos e atitudes que nos ajudem a evoluir. A evolução é a razão de estarmos aqui.

Namastê!

Texto do Livro
A Luz o Libertará
 Dra. Norma J. Milanovich - Dra. Shirley D. McCune

Reblogado de: Reiki Portal Arco Iris


Postar um comentário