quinta-feira, 22 de setembro de 2016

Senhor Maitreya: DEVE-SE BUSCAR O EQUILÍBRIO


Eu digo, como representante de sua própria divindade, que A LIBERDADE ESTÁ DENTRO DA BATIDA DE SEU PRÓPRIO CORAÇÃO! Não temas, pequeno rebanho, pois nada os separará da Glória do Reino, exceto as energias que giram em seus próprios que tão sinceramente se esforçam na busca.

Através das grandes planícies do Tibete, ao longo destes picos gelados, balançando sobre escadas de corda que raramente suportam o peso de um homem, eu vi amadas correntes de vida esforçarem-se para encontrar a Deus, quando na Glória de suas próprias casas poderiam encontrar Sua Presença.

Hoje, você está no limiar de uma grande oportunidade para encontrar Deus dentro de você, e de conhecê-lo uma vez mais, assumindo a sua natural dignidade e maestria; e mover para a frente AJUDANDO OS OUTROS.

Alguns deixam os outros em sua busca, alguns são abandonados pelos outros; nem um nem o outro tem o equilíbrio da vida. Um iluminado e divino equilíbrio recebido, deve ser oferecido para reestabelecer a liberdade no resto da vida, porque vocês são os Filhos do Homem que vieram para ensinar, e não para dar.

Estamos no momento de uma nova crise global, no curso da evolução na Terra.

A Terra teve mais crises do que qualquer outro planeta que pertence a este sistema e pesa consideravelmente no âmbito agraciado do Sol.

Sempre, em amor, alguém implorou por ela, para que pudesse manter-se como um planeta que se honra e se respeita como um planeta que colabora come nosso sistema solar.

O Senhor da Vida, o próprio Sanat Kumara, Veio com Muitos Seres Divinos, todos na plenitude de Seus próprios Corpos de Luz, alguns escolheram em sua perfeição magnífica aceitar se vestir dos elementos que formam a atmosfera da Terra, e depois, lentamente, serem reduzidos e absorvidos na consciência das massas, até que eles, também, fossem obrigados a conhecer o nascimento e a morte.

~ Senhor Maitreya


Fonte: Kris-Won
https://www.facebook.com/kris.won12?fref=ts
Traduzido por Adriano Pereira


Postar um comentário